Coletiva de Imprensa – Médicos e Fisioterapeutas falam sobre a volta de Ganso (03/03/2011)

A notícia mais aguardada pela torcida do Santos FC nos últimos meses foi confirmada nesta quinta-feira (03). Em entrevista coletiva, os médicos do Clube (Maurício Zenaide, Ricardo Nobre e Rodrigo Zogaib) e o fisioterapeuta Avelino Buongermino anunciaram que o PH Ganso está completamente recuperado de cirurgia no joelho esquerdo e poderá estar em campo contra o Colo Colo, no próximo dia 16, pela terceira rodada do Grupo 5 da Libertadores .

O camisa 10 do Peixe sofreu a lesão na partida contra o Grêmio, no dia 25 de agosto, no Estádio Olímpico, em jogo do Brasileirão 2010. Três dias depois, passou por cirurgia para reconstrução do ligamento cruzado anterior do joelho direito, realizada pelo ortopedista José Ricardo Pécora. O tempo de recuperação previsto pelo cirurgião, em conjunto com o Departamento Médico do Peixe, era de seis meses. E o prazo foi rigorosamente cumprido.

“A gente veio confirmar o que já havíamos dito. A estimativa era que Ganso estaria reabilitado entre o final de fevereiro e o início de março. A previsão da restreia é o jogo no Chile, no dia 16. Se ele vai jogar o jogo inteiro ou não vai depender da reação dele. Mas está indo muito bem, não houve nenhum problema na recuperação”, explicou o médico Rodrigo Zogaib.

“A partir de hoje, o Ganso já pode fazer o mesmo que os outros atletas. Agora ele já está pronto para ser submetido a todo contato direto que o futebol exige e precisa apenas recuperar o ritmo de jogo”, completou o médico.

A equipe médica do Santos FC explicou que uma das formas de confirmar a recuperação de PH Ganso a realização de teste isocinético, por meio de um aparelho que avalia força, resistência e potência muscular.

“O Ganso foi submetido a algumas avaliações. Entre elas está o teste isocinético para avaliar potência, força e resistência muscular. Se houvesse alguma deficiência nestas valências, ele não poderia ter voltado. Mas hoje ele está liberado totalmente para a prática de futebol”, explicou o fisioterapeuta Avelino Buongermino, chefe do Cepraf (Centro de Exelência em Prevenção e Recuperação de Atletas de futebol), anexo ao CT Rei Pelé.

Compartilhe Agora!

Você pode gostar...

COMENTÁRIOS [FIQUE TRANQUILO, SEU E-MAIL NÃO SERÁ PUBLICADO]