Os gols do Santos contra o Londrina, pela Liga Futsal

Em mais uma noite inspirada na Arena Santos e em outra aparição de Falcão como goleiro-linha, a equipe de Futsal do Santos FC/Cortiana Plásticos venceu o Londrina (PR) por 6 a 3, nesta quinta-feira (31), em partida válida pela sétima rodada da Liga Nacional. Os seis gols do Peixe saíram dos pés de Valdin (3), Falcão (2) e Índio. Diego, Magui e Pitoko descontaram para os paranaenses.

Com o terceiro triunfo consecutivo na competição, o Alvinegro Praiano segue na liderança isolada com 19 pontos — sete a mais que o segundo colocado, Marechal Rondon (PR). Em seis jogos disputados (seis vitórias e um empate), a equipe marcou 29 gols e tem 90,48 % de aproveitamento.

“Foi mais uma ótima noite de Futsal na Arena Santos. O apoio da torcida foi muito importante, pois em determinado momento da partida nossa equipe acusou o desgaste dos diversos jogos consecutivos, mas tivemos forças para vencer o desafio”, disse Valdin, artilheiro do Santos FC na Liga, com sete gols.

Mas o tempo de descanso será mais uma vez curto para os comandados de Fernando Ferretti. Já no domingo (03), a equipe recebe o Praia Clube (MG), às 11 horas, na Arena Santos.

O grupo de Futsal do Santos FC tem o patrocínio de Cortiana Plásticos, Centro Universitário Lusíada (Unilus) e Votorantim Cimentos. O apoio é do Laboratório Cellula Mater e da Prefeitura Municipal de Santos.

Arrasador no início, Santos FC permite reação

No segundo jogo para sua torcida, o time santista mostrou-se motivado no começo ao abrir, rapidamente, dois gols de vantagem.

Com cinco minutos, o Peixe abriu o placar. Índio ganhou a disputa no meio e passou para Falcão. O camisa 12 devolveu para o fixo, que completou para as redes.

Três minutos depois, a equipe alvinegra marcou o segundo. Pixote se livrou da marcação na esquerda e bateu cruzado. Valdin apareceu na segunda trave para completar.

Só que os visitantes cresceram no duelo e diminuíram. Aos 13, Point cruzou da direita, e Diego colocou de carrinho para o gol.

Faltando pouco mais de um minuto para o fim do primeiro tempo, veio o empate. Pitoko recebeu na esquerda e mandou de primeira para o gol. A bola morreu no canto direito de Djony.

Tática do goleiro-linha traz mais uma vitória

Na volta para o segundo período, o Peixe manteve o mesmo jogo: tocava a bola e pressionava o adversário.

Com quatro minutos, Falcão colocou o Alvinegro Praiano mais uma vez em vantagem. Do centro, o melhor jogador do mundo nas quadras dominou com a coxa e mandou um belo chute de esquerda no canto de Maizena.

Só que dois minutos depois, os londrinenses empataram outra vez. Pitoko foi ao fundo e rolou para Magui, que se antecipou à defensiva santista e mandou para as redes.

Sem se conformar com a igualdade, Ferretti pôs Falcão como goleiro-linha aos 14 minutos. Assim como no último confronto, quando o Santos FC virou para cima do Anápolis (GO), a medida deu resultado.

No mesmo minuto em que o camisa 12 vestiu a camisa amarela (uniforme do goleiro-linha do Peixe), saiu o quarto. E o gol foi do próprio ‘arqueiro’. O ala recebeu no centro e mandou de bico no canto esquerdo de Maizena.

Aos 16, ainda com Falcão como goleiro-linha, veio o quinto. Neto achou Valdin livre na direita. O ala dividiu a bola com o arqueiro adversário, passou e só cutucou para o gol vazio.

No minuto seguinte, a torcida santista pôde comemorar mais um tento. Do meio, Pixote passou de calcanhar para Valdin. O artilheiro santista driblou o goleiro-linha do Londrina, Gabriel, e só completou para as redes.

Compartilhe Agora!

Você pode gostar...

COMENTÁRIOS [FIQUE TRANQUILO, SEU E-MAIL NÃO SERÁ PUBLICADO]